Visita às Ruínas Romanas de Tróia

Uma manhã nas Ruínas Romanas de Tróia


No passado dia 26 de fevereiro, a equipa do Day Off Suite&Hostel foi passar uma manhã em Tróia, para conhecer as Ruínas Romanas aqui existentes.


Fizemos um percurso junto à zona da Caldeira, acompanhados da Arqueóloga Patrícia Brum que nos explicou com toda a clareza e muito entusiasmo a importância destas ruínas no passado e no presente.


Um pouco da história das Ruínas…

As Ruínas Romanas de Tróia são um sítio arqueológico situado na margem esquerda do Rio Sado, na face noroeste da península de Tróia, estando classificadas como Monumento Nacional desde 1910.


Neste local, durante o império romano existiu um agregado populacional dedicado à pesca, fabrico e exportação de conservas de peixe ativo desde o século I ao VI. É provável que a península onde se localizava o povoado fosse, naquela época, uma ilha, que alguns identificam, sem certezas, como Ilha de Ácala.


A primeira escavação existente na Península de Tróia foi iniciada no século XVIII, incentivada por D. Maria I, e no século XIX, a Península foi alvo de inúmeras escavações promovidas pela Sociedade Arqueológica Lusitana, a primeira sociedade arqueológica do país, que foi fundada aqui em Setúbal, no ano 1849, com o principal objetivo de escavar Tróia.


Nas Ruínas Romanas de Tróia está o maior complexo de produção de salgas de peixe conhecido no Mundo Romano, tendo sido até à data encontradas 29 oficinas de salga. Um dos produtos mais comercializados que aqui se produzia era o famoso Garum que era um molho feito à base de vísceras e outras partes selecionadas de vários peixes presentes no Rio Sado, tendo sido encontrados vários vestígios da grande utilização da sardinha nestes produtos.


Nas Ruínas de Tróia podemos ainda encontrar umas termas, um núcleo habitacional com casas, poços, necrópoles com diferentes tipos de sepultura, um mausoléu, e a Basílica Paleocristã com paredes pintadas a fresco, tido como uma das mais antigas da Península Ibérica e das que apresentam melhor estado de conservação (temporariamente encerrada).



Como ir? (de Setúbal)

Catamaran ou Ferry


Horários e Preços

MARÇO A OUTUBRO

Aberto de Quarta-Feira a Domingo

10h00 – 13h00 | 14h30 – 18h00 (Entrada até 30 min antes da hora do fecho)


Bilhete normal: 6,00€


Estudantes, >65 anos, caminhantes, ciclistas e grupos: 5,00€


Até aos 12 anos: gratuito


Para visitas guiadas ou mais alguma informação pode sempre visitar o Site das Ruínas

Ainda não visitou as Ruínas Romanas de Tróia? Porque não incluir na sua próxima visita a Setúbal?! Podemos dizer que será uma experiência inesquecível. Para nós foi!